Na era dos homens

- Ética -

Tomba o guerreiro aos pés do Rei e fitando-o, clama:
dá-me senhor, a certeza  dessa  honra;
mostrai a face que se oculta no elmo Real.

Então, guerreiro; tua estima pelo Rei o faz
até na iminência de morte, desejar ter sido meu súdito?

    Não, Majestade. Pois ainda mais honroso que ser abatido pelo guerreiro soberano,  
seria abate-lo no confronto.

O monarca afasta a ponta perfurante da espada letal,
e no exercício de sua plena autoridade, como é peculiar aos corações nobres,
liberta o honrado guerreiro.

2 comentários:

  1. Daniel cabeleireiro12 de janeiro de 2012 22:15

    Aos "pequenos" a ponta da espada, mas há os que nem a morte pode aprisiona-lo.

    ResponderExcluir
  2. A vitória mais saborosa é que conseguimos com honra e superando àqueles a quem consideramos "superiores".

    ResponderExcluir

Páginas